terça-feira, setembro 20, 2022

FAZER UMA «SELFIE» COM PALAVRAS!

 





O dia 14 de setembro foi o dia escolhido pelo AECO para receber os mais de 150 alunos do 5.º ANO que, pela primeira vez, irão frequentar as EB 2,3 de Inês de Castro e EB 2,3 de Taveiro


Associando-se, com todo o entusiasmo, ao conjunto de atividades organizadas para receber estes novos alunos, as Bibliotecas Escolares do AECO, numa breve sessão de apresentação dos seus espaços e das suas funcionalidades, convidaram estes novos alunos a pesquisarem a sua frase preferida, o verso mais bonito, o conjunto de versos mais divertidos, e a fazerem o seu registo, deixando, desta forma, na Biblioteca Escolar, a marca, a imagem de cada um. 


Uma “selfie” feita de palavras, por assim dizer…


Cada aluno deu o seu belo contributo e TODOS JUNTOS fizeram nascer uma verdadeira obra-prima! 



















QUE BELO COMEÇO!














sexta-feira, junho 17, 2022

OUTROS TEXTOS, OUTRAS MUDANÇAS...

 






E do nosso DESAFIO de ESCRITA CRIATIVA 



[Uma HISTÓRIA de MUDANÇA em 88 PALAVRAS, sendo a primeira, obrigatoriamente, ÁGUA e a última TERRA] ,



falando de outras mudanças, nasceram igualmente estas pequenas maravilhas...






VARIAÇÕES


 

Água escorre das veias

Da minha pátria bela,

Grandiosa caravela

Antes, imponente carvalho,

Agora soalho.


 

O verde pinho tornado cinza

Quão quente ardia

À minha pátria tudo lhe doía.

(Rezando as pessoas pedem

Mas, por mais que rezem,

Tudo perdem.)


 

Um dia claro veio

E com ele

Orgulho vermelho

E verde esperança

Bandeira que uso como trança.

Encarnado cravo da revolução,

Que da liberdade nos abriu o portão.


 

Eu fico aqui,

Com glorioso vento soprando

E celeste azul

Aqui, na grandiosa serra

Desta, para sempre, minha terra.




Teresa Monteiro, 9.º Ano








Água que passa

Perene como a seiva

Fica.

Jamais regressa o que nunca se foi.

Mudam de forma

As nuvens

Mas não deixam de ser água…

E voltarás

A cavalo duma delas

Sob a forma de um sorriso

Enxotando qualquer mágoa para o mar.

Encharcando a minha alma

És um rio de nuvens onde sonhos nadam.

Se o destino vai mudando

A cada palpitar,

Constante é a natureza nossa

Que Deus encerra.

É o amor a cola

Que envolve os seres

E os céus contemplam

Deitados sobre terra.

 



Prof. Alda Amado









O MUNDO AO CONTRÁRIO

 

Água no mar,

Água nos rios,

Água nos lagos,

Água nas nuvens,

Água nas fontes,

Água que corre pelos montes,

Num constante movimento.

E se pudéssemos mudar?

Vem-me à mente um pensamento.

Se a Terra ficasse no céu,

Caminhávamos de pernas para o ar?

Cá em baixo estavam as nuvens,

Cá em baixo existia o mar.

Choveria água na Terra,

Ou choveria terra no mar?

Talvez ambos pudessem suceder.

Num constante movimento,

Seria de entontecer!

Num mundo sempre a regenerar,

Não existe sofrimento.

O paraíso seria na Terra



Prof. Isabel Bernardes





MUITO OBRIGADA E MUITOS PARABÉNS A TODOS OS


 MARAVILHOSOS PARTICIPANTES NO NOSSO DESAFIO DE 


ESCRITA CRIATIVA!








terça-feira, junho 14, 2022

UM CASAMENTO FELIZ

 


Lembram-se do nosso Desafio de Escrita Criativa?  [Ver AQUI ]


Criar uma HISTÓRIA DE MUDANÇA com 88 palavras, sendo a primeira, obrigatoriamente, ÁGUA e a última TERRA?


E também se lembram da proposta, para este ano, do Projeto «Arte Chair»?  [Ver AQUI ]


Aqui ficam apenas alguns exemplos dos variados, muito pertinentes e criativos textos que nos foram fazendo chegar, associados a algumas das espantosas cadeiras que se encontram expostas na nossa Biblioteca...






ÁGUA, onde tudo começou. Primeiro, timidamente, depois uma explosão de vida, de formas, cores e tamanhos. Era tanta, que os animais, inquietos, não lhes bastando um oceano, foram a terra, explorá-la, investigá-la! E gostaram! Adaptaram-se, evoluíram. Surgem répteis, aves e mamíferos.  


E eis que chega o Homem. Recebe este planeta a transbordar de vida. E … por muito tempo foi assim, mas com o desenvolvimento da nossa civilização, a Terra agoniza e aqueles oceanos outrora felizes afogam-se, agora, em plástico.


É urgente proteger o planeta, a nossa TERRA


Prof. do Grupo 230 (CN/MAT) do AECO

 Maria de Lurdes Ponte






 Trabalho (pormenor) realizado por Cauê Coelho | 7.º Ano



A mensagem


Água, o gelo que derrete no Polo Norte, que é a minha casa.

Eu… sou um urso polar e aqui está a ocorrer uma misteriosa subida de temperatura. Sem o gelo, não podemos viver pois não temos onde ficar nem onde encontrar alimento. Gostava de saber o que está a acontecer por detrás de tudo isto. Sabes o que será?

De qualquer forma, tenho esperança de que um dia tudo voltará a ser como antes; mas, para isso, preciso da tua ajuda.

Vamos salvar a Terra?


Aléxia Silva, 7.º Ano







Trabalho realizado por Maria Caleiras | 5.º Ano



Água, imagina ter criado a água e um ambiente propício à existência de vida.

Imagina que as criaturas a que tu deste condições ideais para viver começam a construir máquinas e dispositivos artificiais, para propósitos egoístas e caprichosos, enquanto tu estás a ser exposto a gases mortíferos, que mais cedo ou mais tarde te irão matar.

Agora puxa mesmo pela imaginação e imagina que as criaturas que tu crias ganham consciência, param de te matar e começam a zelar pela saúde de todos.

Imagina que és a Terra...


Francisca Sousa, 7.º Ano








Trabalho realizado por Guilherme Marques | 5.º Ano



Água para quê,

Se tenho a Coca-Cola com sabor?

E de que vale ter terra,

Se tenho comida já pronta no congelador?


Porque estão todos preocupados 

Com o “protejam os animais”?

Vocês não sabem que eles são desenrascados,

Deixem-se de preocupações a mais…


E mais, não sei como,

Mas já não chove 

É calor bom o ano inteiro

Quando penso nisto até me comove!


Porquê tantos contentores,

Se o lixo não se separa por cores?

Põe-se para o chão

E assim ninguém erra…


Já me podes agradecer, Terra!



Ana Filipa Costa, 7.º Ano







Matilde Oliveira | 8.º Ano



Desabafo


Água que bebemos, 

água com que regamos, 

que gastamos sem remorsos.

Falamos mal dos humanos,

outros teriam outros planos?


O futuro não se faz de falhanços,

importa a mudança

com todos os seus avanços.


E, passo a passo,

tenho algum alcanço

e vos convenço a mudar 

e a palavra espalhar.


Às vezes, não parece suficiente,

há sempre aquele delinquente,

que deita lixo no chão

e, aliando-se à poluição,

a nossa casa vem sujar

fazendo toda a gente recuar.



Assim, "mudança" vira guerra,

para salvar a nossa terra.




Francisca Carvalho, 7.º Ano








Marta Carvalho | 8.º Ano


Água, líquido da vida

Tanta coisa com ela se faz

Que nem se imaginará… 


Imagens exuberantes

Com vida e sem mágoas

A cor verde da vegetação

A cor cristalina das águas


Tudo engano… 

Tudo mentira… 

Como o som pungente do piano

E o verde da safira


Alterações climáticas

Poucas pessoas ligam a isso...

Porque alguém se importaria

com um pobre bicho?


Deixemos os animais morrer

Deixemos o planeta secar

Quem se vai importar?


Faremos alguma coisa

Porque é nossa responsabilidade

Não temos planeta reserva

Salvemos o planeta Terra… 



Francisca Brás, 7.º Ano









Trabalho realizado por Victória Bondarets | 6.º Ano


Água poluída

poluído nosso planeta

planeta é nosso

nossa é a culpa

culpa é grande

grande desastre

desastres acontecem

acontecem para os seres vivos

seres vivos choram

choram de dor

dor sentem as plantas

plantas infelizes

infeliz nosso criador

criador nosso grita

grita com os humanos

humanos ignoram

ignoram pessoas estúpidas

estúpidos não reciclam

reciclar faz bem

bem fazem os deuses

deuses há poucos

poucas pessoas ajudam

ajudam o nosso mundo

mundo é grande

grande é a família

família temos todos

todos somos irmãos

irmãos ajudam a Terra.




Victória Bondarets, 6.º Ano









Trabalho realizado por Matilde Gaspar | 6.º Ano


Uma mudança necessária


Água! Esse bem tão escasso e cada vez mais essencial.

Vejo-me agora aqui, seca de tanta sede, a ansiar por essa tão aguardada chuva que nunca mais cai.

De repente dou por mim a esticar as raízes em busca dessa preciosidade e, sem dar conta, as minhas folhas transformaram-se em espinhos que não deixam ninguém aproximar-se de mim.

O que se passa comigo? Que transformação é esta?

De repente dou por mim sem sede, a apreciar esta beleza que é o nosso maravilhoso planeta Terra.


Joana Leitão, 7.º Ano









Trabalho (pormenor) realizado por Maria João Melo | 6.º Ano


 Água é uma das minhas riquezas, como o solo fértil, mas nem tudo em mim é bom…

 Sou habitada por uns bichinhos maus, cujo nome é “humanos” (como diz Saturno). Eles dividiram-se em “países”. Eu, pobrezinha, não posso fazer nada, senão ficar com os seus fumos. Estou sempre agitada e tonta, eu que já rodo sobre mim própria e em torno do rei, o Sol. 

Às vezes, ouço uns bichinhos que parecem estar a lutar por mim, os ativistas.

Agradeço tudo o que melhorarem em mim, a Terra.



Rodrigo Santos, 7.º Ano










Joana Marques | 6.º Ano



Água  é necessária para todos.

Fauna e flora.

Muitos têm

Outros imploram: e agora?


Tanto desperdício,

Poluição,

Não é possível voltar ao início?

Não façamos uma tradição.


Tanto que imploramos,

Que choramos

E os políticos com quem se importam?

Com o dinheiro, eles mal se comportam.


Sem esquecer o sol,

Que se está a aproximar.

Está a morrer o girassol

Que nada tem a ver, ele sim deve-nos ensinar.


Este planeta que tanto sofre

A contar do sol é terceiro,

Marte é nosso parceiro,

A nossa vida, Terra.



Carolina Ferreira, 6.º Ano








Eduarda Rodrigues | 6.º Ano


Água, pura,

Água da mais pura que há,

Sol, brilhante,

Sol que a Terra iluminará,

Gelo, muito gelado,

Que ao sol derreterá,

Fogo, quente,

Fogo que nos aquecerá,

Plantas, belas,

Plantas que alimentos nos darão,

Terra, da mais segura que há,

Terra que o solo fará,

Nuvens das mais fofas que há,

Nuvens que a chuva trará,

Galáxia, grande,

Galáxia que o sistema solar conterá,

Universo, gigante, belo,

Universo que muita beleza terá,

Animais, grandes, pequenos,

Animais que a Natureza guardará

Natureza, tão bela, aquela do Planeta Terra.



Eduardo Pinheiro, 6.º Ano













Tomás Bairrada | 6.º Ano



ÁGUA é o meu nome e vivo no planeta Terra. Ocupo 70% da casa, com as minhas diferentes formas: sólida, líquida, gasosa, salgada, doce…

Durante milhões de anos, vivemos em harmonia com os outros habitantes, plantas, animais e humanos. Dependemos uns dos outros.

Com o passar do tempo, os humanos adotaram diferentes modos de vida, tornando-se egoístas. Não cuidam da casa e maltratam os vizinhos. Vamos morrer doentes, sem casa.  Eles ainda não perceberam, mas também vão morrer.

Salvem-nos! Cuidem de nós e da nossa casa, a TERRA.


Lurdes Nunes, docente do 1.º CEB










Carolina Pereira | 6.º Ano



Água é uma fonte de vida

Que nós não devemos esquecer

Porque se não a preservarmos

Nós vamos todos morrer


Como será a nossa vida

Daqui para a frente

Se nós não nos atrevermos

a cuidar do que é de toda a gente


Ambientalistas estão a tentar

Acabar a poluição

Para a terra salvar

Da guerra e destruição


Mas há pessoas

Que só provocam destruição

Não nos querem ajudar

A cuidar da próxima geração


Temos de plantar

Para podermos respirar

Para podermos preservar

Vamos ajudar o planeta Terra.




Miguel Carramanho, 6.º Ano








Inês de Castro | 5.º Ano


Água é uma fonte essencial para a vida.  Por isso neste sistema solar nós somos os únicos que têm vida, mas essa vida está a ser-nos roubada por todos os que vivem e já viveram neste planeta.

Até o “iceberg” que destruiu o “Titanic” deve estar a derreter…

No próximo ano, provavelmente,  Coimbra já tem praia e isso não é assim tão bom porque muita gente vai ficar sem casa. E talvez até haja pessoas e animais que desapareçam.

Pode estar assim, mas é a nossa querida Terra!



Xavier Pedrosa, 6.º Ano








Cauê Coelho | 7.º Ano


Várias mudanças


Água. A água que ouvia ao deitar-me, à beira-mar. A praia a que eu ia quando o sol nascia. E agora, deitado numa cama de hospital, por não ter feito nada para ajudar.

A poluição ocupou o mundo, as pessoas apressadas ignoram tudo à sua volta não pensando nas consequências. Realmente a Terra muda, mas o importante são as pessoas. Se estas estiverem bem, o mundo também ficará…

Desculpa, meu neto, pois agora deixo-te sozinho…

Promete-me que vais mudar o mundo, a nossa casa, a Terra


Pedro Barroso, 7.º Ano











Gabriela Dias | 8.º Ano



Água! Esse é o meu nome.

Tenho-me sentido mal nos últimos anos…. Acho que é por causa da poluição, dos detritos e resíduos deitados ao mar. Sabiam que, por ano, são aproximadamente despejadas 11 toneladas de plástico para o oceano? Pois….

Estou-vos a enviar esta carta para vos propor um acordo:

Vocês:

  • Reduzam o consumo de plástico!

  • Façam limpeza às praias!

  • Não adquiram bens que explorem a vida marinha!

Eu:

  • Ofereço água de melhor qualidade.


Pela vossa saúde, pelo planeta Terra!




Simão Amaro, 7.º Ano










Trabalho (pormenor) realizado por Maria João Matos | 7.º Ano



Água, o principal constituinte dos glaciares, a nossa casa, a casa dos pinguins, que com as alterações climáticas tem vindo a desaparecer, deixando-nos com medo de a qualquer momento o glaciar em que a nossa família está derreta, fazendo-nos perder a coisa mais importante para nós.

As alterações climáticas estragam-nos as vidas, logo, temos de mudar isto. A poluição que nos continentes os humanos fazem prejudicam-nos a nós, mas também a eles, apesar de muitos não perceberem.

Por favor, ajudem-nos todos a erradicar a poluição do planeta terra!


Diogo Coelho, 7.º Ano












Trabalho (pormenor) realizado por Duarte Oliveira | 7.º Ano



Água é vida sem fim,

é um bem fundamental,

mas se não for bem usada

pode ser fatal!

É tão fraca como forte,

não se pode usar mal.

 

Não existe noutros planetas

até agora conhecidos!

Deste bem tão precioso,

depende toda a vida,

é mesmo um líquido bondoso!

 

Este planeta é único

na sua diversidade, animal e vegetal.

A água nasce pura e cristalina,

em qualquer serra.

 

Mas o homem poderoso e descuidado,

com ela pode acabar,

por isso vamos lutar,

para defender o nosso planeta, a Terra!




Tiago Afonso, 7.º Ano









Matilde Oliveira | 8.º Ano



Água,

tão azul e cristalina,

que ela era.

E agora?

tão suja,

tão imunda.

 

Animais,

eram tão felizes,

mas agora,

por causa de uma espécie tão má,

estão a ser tão mal tratados.

 

E as crianças?

tão inocentes,

vão aprender os maus hábitos

com os seus adultos.

 

E o planeta?

coitadinho

dá-nos de tudo

para podermos viver.

E nós?

não sabemos aproveitar

aquilo que nos dão de bom.

 

E as plantas?

eram tão coloridas

com umas cores tão vivas.

E agora,

pobres delas,

a morrer todas na terra.



Joana Gouveia, 6.º Ano










Maria Dinis | 6.º Ano



Água é vida! Sem água não conseguimos viver.

Água dá-nos a força, vontade de trabalhar… deixa-nos confortáveis.

Água é o amor que todos precisam: plantas, animais, humanos.

É com a água que a Terra é regada. Se for fértil, mais uso tem, se for estéril, é desprezada.

Terra liberta perfume com o crescimento das flores.

Terra pode ser mais suave ou mais dura, depende como é cuidada.

Temos que preservar todos os bens para viver, pois tudo é esgotável, até a água e a nossa amiga Terra.


Rodrigo Oliveira, 7.º Ano




Trabalho realizado por Carlota Tavares | 6.º Ano


Água é um bem essencial

Que nos é oferecido

Mas cada vez se vai 

Consumindo e vai sumindo

 

O sol

Aquilo que nos aquece

No verão quase a arder

Como um vulcão que irá desaparecer

 

 

Então e a terra?

Esta não pode morrer

Se as pessoas acabarem o que

começaram não têm nada a perder

Esta nossa amiga que tudo nos dá não pode desaparecer

 

Água transparente.

Sol a brilhar

Pessoas com fome

E a terra a resmungar

 

Esta nossa amiga querida não se pode esgotar, a Terra!




Carlota Tavares, 6.º Ano









Afonso Almeida | 5.º Ano



Água, ela é um dos maiores constituintes do nosso planeta, mas, devido às alterações climáticas, os glaciares começaram a derreter e o nível das águas começou a subir, com consequências nefastas nos seres vivos e no ambiente. Este acontecimento deve-se à poluição provocada pelo plástico, pelo fumo das fábricas e dos automóveis, pela guerra, pela exploração de petróleo, pelo abate indiscriminado de árvores, pelo consumo exagerado da eletricidade.

A ignorância humana tem provocado tudo isso. Mas, se todos ajudarmos, podemos salvar o nosso querido planeta, o Planeta Terra!


Duarte Manadas, 6.º Ano










Carolina Baptista | 5.º Ano




Água… No fundo do oceano, todo o tipo de objetos transparentes e cada vez mais cardumes a desaparecerem. Com todas as lágrimas que conseguem encher, mais uma garrafa de plástico que acaba no fundo do mar. É com isso que os animais da superfície acabam por ficar sem alimento e acaba por desaparecer uma nova geração.

Se não mudarmos, em 2030 vamo-nos tornar vegetarianos, em 2050 faremos jejum todos os dias e em 2080 o nosso triste jantar será uma lágrima e mais uma erva vinda da Terra


Maria Dinis, 6.º Ano





Trabalho (pormenor) de Bianca Dias | 5.º Ano



MUITO OBRIGADA E MUITOS PARABÉNS A TODOS OS


 MARAVILHOSOS PARTICIPANTES NO NOSSO DESAFIO DE 


ESCRITA CRIATIVA!