quinta-feira, 12 de dezembro de 2019

«VER A ODISSEIA PARA CHEGAR A ÍTACA»

   
           

                As aventuras de Ulisses, no seu longo e atribulado regresso a casa, foram o ponto de partida para a construção do espetáculo Ver a Odisseia para Chegar a Ítaca, no qual a atriz / encenadora  Leonor Barata é a única intérprete, num palco nu e negro.
            Na divulgação deste surpreendente espetáculo, o Teatro Nacional de São João, na sua programação, faz-nos saber o seguinte:
            «Numa pequena mala vermelha, no tampo da qual desafiará os presentes a desenhar a giz, transporta animais de miniatura, bonecos, figuras de papel, fios de lã, velas, adereços de qualquer quarto de criança. Com esses parcos objetos e a participação ativa do público, este espetáculo faz-se na vivência lúdica e coletiva do próprio exercício de narrar, já que, nas próprias palavras de Homero, “leve é a tarefa quando muitos dividem o trabalho».
            Foi neste magnífico espetáculo que, na manhã do dia 4 de dezembro, os alunos do 6.º A, 6.º B, 6.º C, 6.º D e 6.º E, que se encontram a estudar, nas suas aulas de Português, a obra ULISSES, de Maria Alberta Menéres, tiveram o privilégio de participar, no novíssimo Auditório da Escola Secundária de D. Duarte.
            No testemunho da atriz, dos alunos e professores envolvidos, a atividade, resultante de uma articulação da Biblioteca Escolar, da Área Curricular de Português e dos docentes dos Conselhos de Turma do 6.º ano, foi muito gratificante e verdadeiramente proveitosa.

            Aqui fica o registo fotográfico...



quarta-feira, 11 de dezembro de 2019

A Noite de Natal



A Noite de Natal, de Sophia de Mello Breyner Andresen
Ilustração de Júlio Resende



         A noite de Natal, em casa de Joana, é uma noite de abundância e alegria. Contudo, a menina lembra-se do seu amigo Manuel, que não vai ter presentes nem uma mesa cheia de iguarias, nessa noite tão especial. Decide, por isso, ir ter com ele e dar-lhe o que recebeu.
            Guiada por uma estrela, Joana descobre, nessa noite, o verdadeiro Natal.

       É esta a história que Sophia de Mello Breyner Andresen maravilhosamente nos conta e que os alunos de todas as turmas do 5.º e do 6.º ano, com toda a atenção, ouviram ler.

         Entre os talentosos trabalhos que os alunos produziram, sob orientação dos professores de Educação Visual, no âmbito do Concurso «Postal de Natal 2019», foram selecionados, a nível do Agrupamento de Escolas Coimbra Oeste, os seguintes:

Aluno do 6.º A

Aluna do 6.º D

Aluno do 6.º F

            A nível concelhio, fase em que participam todas as escolas do concelho de Coimbra, o trabalho da nossa aluna do 6.º D saiu vencedor!

            MUITOS PARABÉNS a todos e um louvor muito especial à O. K., aluna do 6.º D!


quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

SE EU FOSSE UMA BIBLIOTECA ESCOLAR...


Correspondendo ao desafio lançado pela editora PATO LÓGICO, a nossa Biblioteca participou com a frase:

«Se eu fosse uma Biblioteca Escolar, abriria as janelas de par em par, até que, leves como a luz, os meus leitores aprendessem a voar…»

E não é que a nossa foi uma das 5 frases premiadas pela editora?

Como prémio, recebemos uns lindíssimos cartazes e um precioso cabaz de livros, entre os quais SE EU FOSSE UM LIVRO e a premiadíssima obra A GUERRA, de José Jorge Letria e André Letria!


Estamos muito felizes e a LER!







quarta-feira, 2 de outubro de 2019

OUTUBRO | MÊS INTERNACIONAL DA BIBLIOTECA ESCOLAR






O tema para o International School Library Month (ISLM) em 2019 é "Let's Imagine", que traduzimos para "Vamos imaginar". Baseia-se no tema da conferência de 2019 da IASL "Convergência - Empoderamento - Transformação: Bibliotecas Escolares". Este ano, a International Association of School Librarianship (IASL) convida os participantes a pensar e celebrar a ligação entre livros, leitura e bibliotecas escolares e a imaginação.
A escolha de uma formulação temática tão abrangente e acessível a todos veio ao encontro de um desígnio abraçado pela RBE, o da biblioteca escolar como lugar por excelência da vivência de uma cidadania ativa e participada.






quinta-feira, 27 de junho de 2019

Encontro com Margarida Fonseca Santos e a ilustradora Carla Nazareth




Numa iniciativa da Associação de Pais e EE da Escola Inês de Castro, no passado dia 5 de junho, tiveram lugar, na Biblioteca Escolar, duas Oficinas de Escrita Criativa, dinamizadas pela bem conhecida escritora Margarida Fonseca Santos. A primeira sessão foi dirigida a alunos de 5.º e 6.º ano, destinando-se a segunda a alunos dos 7.º e 8.º anos.
Todos os intervenientes nestas Oficinas haviam já anteriormente participado nos Desafios de Escrita Criativa promovidos pela Biblioteca Escolar, fazendo agora deste tão desejado encontro com a escritora um balanço muitíssimo positivo e a confirmação de que «escrever pode ser mesmo bom!».
No mesmo dia, os alunos do 9.º ano puderam participar em divertidas e desafiantes Oficinas de Ilustração dinamizadas pela ilustradora Carla Nazareth, que convidou os alunos a produzirem trabalhos fantásticos a partir da simples audição de uma música...
Igualmente na tarde do dia 5 de junho, numa articulação entre a Associação de Pais e EE e a Biblioteca Escolar, teve lugar, na Feira Cultural de Coimbra, a apresentação da obra Razões para Escrever, o mais recente livro de Margarida Fonseca Santos. Esta iniciativa contou com a calorosa presença de antigos alunos e alunos da escola, pais, encarregados de educação e familiares, tendo terminado com uma sessão de autógrafos.
De 1 a 10 de junho, a Feira Cultural de Coimbra foi igualmente espaço para um feliz encontro de ex-alunos, alunos, pais e encarregados de educação da Escola Inês de Castro, em animadas sessões de partilha de leituras, desenvolvidas em torno de textos escritos ao longo dos Desafios de Escrita Criativa realizados no ano letivo que agora termina e no ano letivo de 2017/18.
O resultado não poderia ter sido mais gratificante...

quarta-feira, 26 de junho de 2019

«LER para SER»





Sob o lema «MERGULHAR NA LEITURA», ao longo do mês de março, numa articulação entre a Biblioteca Escolar Inês de Castro e docentes dos Departamentos de Educação Pré-escolar, Expressões, Ciências Experimentais e Línguas, tiveram lugar diversas iniciativas, no âmbito da promoção da leitura e educação ambiental, as quais envolveram a participação de perto de 600 alunos.
Iluminados pela poesia de Sophia de Mello Breyner Andresen e pela magia da reconstituição de um recife de coral em croché, as crianças dos JI do AECO visitaram a exposição dos seus espantosos trabalhos sobre o mar, ouviram atentamente a história O Voo do Golfinho, de Ondjaki, e dramatizaram (maravilhosamente!) O Médico do Mar, de Leo Timmers; por sua vez, os alunos do 6.º ano mergulharam no «Mundo Brilhante» da leitura de Os Piratas, de M. António Pina, os alunos do 7.º ano, na leitura de Leandro, Rei da Helíria, de Alice Vieira, e os alunos do 8.º ano, na obra Aquilo que os Olhos Veem ou o Adamastor, de M. A. Pina. Quanto aos alunos do 5.º ano, coube-lhes o privilégio de conhecer, pela mão do escritor, apicultor e magnífico comunicador Paulo Santos, as aventuras da abelha «Cuscas».
Foram estimulantes e proveitosos mergulhos na leitura, de que deixamos aqui apenas alguns salpicos







domingo, 17 de março de 2019

MERGULHAR NA LEITURA




MERGULHAR NA LEITURA…

«Mostrai-me as anémonas, as medusas e os corais / Do fundo do mar. / Eu nasci há um instante.»

São estes versos de Sophia que logo nos afloram à memória, quando mergulhamos na magia de um recife de coral, construído com peças em croché, da autoria de STOL - Science Through Our Lives, um Projeto de Comunicação de Ciência do Departamento de Biologia da Universidade do Minho.
Celebrando-se, este ano, o centenário da escritora, a Biblioteca Escolar Inês de Castro decidiu homenagear Sophia com uma exposição de textos, nascidos do fundo do mar, cruzando-os, naturalmente, com a poesia destes corais em croché.
A esta exposição quis associar-se uma outra, a dos fantásticos trabalhos produzidos pelas crianças da Educação Pré-escolar do AECO, que, ao longo do mês de março, virão ouvir histórias sobre as profundezas dos mares, as maravilhosas criaturas que os habitam e a importância de nos unirmos todos para lutarmos contra as terríveis formas de poluição que ameaçam destruir os nossos oceanos.

E as leituras, ao longo do mês de março, não ficam por aqui…

Entre outras atividades, realizar-se-ão
. sessões de promoção da leitura da obra OS PIRATAS, de M. António Pina, dirigidas aos alunos de 6.º ano, da obra LEANDRO, REI DA HELÍRIA, de Alice Vieira, dirigidas aos alunos de 7.º ano, da obra AQUILO QUE OS OLHOS VEEM OU O ADAMASTOR, de M. António Pina, dirigidas aos alunos de 8.º ano, dinamizadas por um formador do Projeto «Mundo Brilhante»;
. um encontro com a escritora Raquel Ramos, na Casa Municipal da Cultura de Coimbra, no qual os alunos do 6.º E apresentarão um trabalho elaborado a partir da obra Episódios da Vida de um Jovem Gato;
. sessões de leitura partilhada de textos produzidos no âmbito do Desafio de Escrita Criativa «100 Palavras Para Contar Uma História de Dignidade»;
. um encontro com o escritor (e apicultor) Paulo Santos, em torno da coleção «As Aventuras da Cuscas», para todos os alunos de 5.º ano.

BOAS LEITURAS!




O Senhor do Seu Nariz, de Álvaro Magalhães




O grupo de teatro AtrapalhArte tem em cena, no presente ano letivo, o espetáculo «O SENHOR DO SEU NARIZ», baseado na obra homónima de ÁLVARO MAGALHÃES, a qual integra a lista de obras de referência para Educação Literária das Metas de Aprendizagem previstas para o 3.º ano.

Não querendo perder a excelente oportunidade de verem levada à cena uma obra que leem e estudam nas suas aulas, os alunos dos 1.º, 2.º, 3.º e 4.º anos da EB1 de Espírito Santo das Touregas, dos 1.º, 2.º, 3.º e 4.º anos da EB1 de Póvoa de S. Martinho, os alunos dos 3.º e 4.º anos da EB1 de Cruz de Morouços e os alunos do 3.º ano da EB1 de S. Martinho do Bispo, num total de mais de 130 alunos, deslocaram-se ao Auditório do Instituto do Sangue, espaço vizinho da Escola EB 2/3 Inês de Castro, a fim de assistirem ao espetáculo.
A festa foi o que se viu...